Campus Party – Reflexões rápidas

Pílulas e pitacos sobre o Campus Party, em meio a correrias, palestras e fechamento de planos. Na semana que vem publico um paper que estou escrevendo sobre o evento, mas por enquanto vão aí meus dois linden dolars:

* Esforço hercúleo dos voluntários para organizar tudo, a despeito dos bugs e miscalculations dos espanhóis;

* Todo mundo falando dos blogs, de jornalistas, mas a estrela da comunicação dentro do evento, pra mim, é o Twitter!

* Como todo projeto que tem um lado “social” – no sentido de socialista – a confusão entre o que é privado e o que é público esquentou… sem levar a lugar nenhum;

* Ser pioneiro, botar a cara pra bater e organizar uma parada desas na raça é bacana. Mas tem que ter humildade pra aceitar crítica, Dom Blanco.

* A mistura de culturas, as opiniões divergentes e o network são priceless…

* assim como baixar a temporada de MadMen e a discografia completa de obscuros trompetistas a 200M/min 😉

* Eu comentei que a logística deixou a desejar?

* O evento está garantido até 2013. Muito tempo pra aprender e fazer cada vez melhor.

2 thoughts on “Campus Party – Reflexões rápidas”

Comments are closed.